imortais 3.jpg
O SONHO DA MORTE

Que seus olhos abram entre os reinos

Não só no mundo das sombras,

Mas, em sua forma corpórea.

Que seus lábios se desprendam

E suas mãos se soltem,

Que gire a roda da vida

E pare a roda da morte.

Que os segredos desse reino

Torne-a consigo,

E que as fagulhas do tempo

Volte à lenha.

Queime, queime o passado

E reascenda o presente,

O presente do tempo

Selado por milhares de anos lunares.

Traga-os

E compreenda-os,

Use o que é seu por direito.

Seja o que realmente é por descendência

E deixe que todas as vidraças se estilhaçam.

Deixe a luz entrar

E seus raios dourados revelar,

A boa menina que da lua foi beijada

Imaculada.

Acorde, acorde para este reino

O reino material,

Onde os sonhos são reais

Que duram no tempo da vida,

Morrem

E, além do tempo

Permanecem no reino imortal.

DIREITOS PRESERVADOS ©2020 Claudianne Diaz All Rights Reserved 

Criado por Wix